Quem sou eu

Minha foto

André Rodrigues de Almeida (mais conhecido com André Rodrigues), nascido em 12/10/1982, na Cidade de Jaboatão dos Guararapes, no Estado de Pernambuco. É Teólogo formado pela - Escola de Teologia das Assembléias de Deus no Brasil - ESTEADEB. Foi aluno laureado no ano de 2010, e publicou o Trabalho de Conclusão de Curso pela Editora Nossa Livraria (Editora e Comércio de Livros Jurídicos Ltda), no Estado de Pernambuco no início do ano de 2011 com o Tema: O Tríplice Ofício de Cristo: Profeta, Sacerdote e Rei.

É escritor, articulista e criador de conteúdos em (Teologia em Alta, Benfica RelógiosSkinni Jeans e Leitura Saudável), além do grupo de compras e vendas (Rapidão Negociação) no Facebook. Escreve publicações voltadas para a teologia em: Teologia em Alta e no Leitura Saudável, dispõe de assuntos diversos, frases, pensamentos e comenta política cotidiana.


quinta-feira, 27 de setembro de 2012

O FENÔMENO DA TIPOLOGIA - Por André Rodrigues




 
Temos o fenômeno da tipologia quando “[...] fatos e pessoas que, no Antigo Testamento, antecipavam o que ocorreria durante o ministério, paixão, morte e ressurreição de Cristo Jesus” (ANDRADE, 2007, p.346). O tipo constitui-se literalmente em estudar “fato ou personagem do AT considerado como símbolo dos fatos ou personagens do NT” (BOYER, 2006, p. 645). Na definição de Bento:


O termo grego typos, da qual se deriva a palavra “tipo”, aparece com diversos significados nos vários textos do Novo Testamento: sinal (Jo 20.25), modelo (Hb 8.5; At 7.44; Rm 5.14; I Pe 5.3)[...], exemplo [modelo] (I Co 10.6; I Ts 1.7; I Pe 5.3), padrão (I Tm 4.12; Tt 2.7). Literalmente o termo significa uma marca visível deixada por algum objeto. Daí a marca deixada na história ou natureza do antítipo (2005, p. 226).
 


Em hermenêutica[1], tipo faz parte do estudo dos métodos literários especiais no qual se destacam também profecia e literatura apocalíptica (VIRKLER, 2007, p. 141). Entretanto, em concordância com Bento na explicação do termo, Virkler diz que “a palavra grega tupos, da qual se deriva a palavra tipo, tem uma variedade de denotações no Novo Testamento” (IBIDEM), mostrando, com isso, que esta palavra é usada com diversos significados no decorrer do Novo Testamento. Virkle aponta que:


[...] tipo é uma relação representativa preordenada que certas pessoas, eventos e instituições têm com pessoas, eventos e instituições correspondentes, que ocorrem numa época posterior na história da salvação. [...] A tipologia baseia-se na suposição de que há um padrão na obra de Deus através da história da salvação. Deus prefigurou sua obra redentora no Antigo Testamento, e cumpriu-a no Novo; o Antigo Testamento contém sombras de coisas que seriam reveladas de modo mais pleno no Novo. As leis cerimoniais do Antigo Testamento, por exemplo, demonstravam aos crentes daquela época a necessidade de expiação por seus pecados: essas cerimônias apontavam para o futuro, para a expiação perfeita a realizar-se em Cristo. A prefiguração é chamada tipo; o cumprimento chama-se antítipo (2007, p. 141, 142).

 

Coenen e Brown ressaltam que, no AT “na LXX typos ocorre somente em 4 lugares”. Enquanto no NT “[...] é achado 14 vezes, mas sem deixar qualquer ênfase especial discernível nos escritos individuais” (2000, p. 2517). Entendemos, portanto, que a representatividade do termo tipo é singular, porque, além de sistematizar e apontar os futuros eventos, tem a capacidade de abrangência nas aplicações sinônimas, objetivando variados usos, de acordo com a necessidade do emprego.
 Neste trabalho, cabe a tipologia cristocêntrica através dos personagens, ou seja, aquela que se relaciona diretamente com pessoas que tipificaram o Cristo. Para uma compreensão mais ampla dessa tipologia, há necessidade de uma breve análise geral.  



Artigo extraído de: RODRIGUES, André. O Tríplice Ofício de Cristo: Profeta, Sacerdote e Rei. 2011, Editora Nossa Livraria - PE



A póxima postagem será sobre A Tipologia do Cristo.

[1] Andrade define como sendo derivado do gr. hermeneutikós, que significa intérprete, e diz ainda que se trata da ciência que tem por objetivo descobrir o verdadeiro significado de um texto (2007, p. 210).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Jesus, deseja te salvar!

Jesus, deseja te salvar!
"Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chega a Deus". (Hb 7.24a).

Teologia em Alta

Teologia em Alta
"Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça" (2Tm 3:16).